Parabéns

Parabéns querido blog por 1 ano e 26 dias de vida. Que blogger mais desnaturada que eu sou mas, como o que está a dar é a diferença, que tal alterar o que é dito como certo e comemorar o aniversário passados 26 dias, parece-vos bem?!

Já não me lembro do que fiz no dia 12 de Fevereiro mas lembrei-me de ti, querido blog. Só não consegui sentar, ligar o computador e partilhar com o mundo que estás a ficar crescido. Faço-o agora porque sei que ainda vou a tempo e, porque nunca é tarde recordar, que foi muito bom tomar a iniciativa de deitar as ideias cá para fora. Fica a promessa de me portar melhor no próximo ano (ou não) e que há projectos a concretizar no “Vamos Nessa ?!” que não estão esquecidos. Vamos lá pôr essa cabeça a trabalhar. Feliz Aniversário!!!

1

Irra, já não escrevia há séculos e pensava que tinha perdido o jeito. Na verdade, o dia podia ter mais de 24h e eu podia ser menos dorminhoca, sem precisar das 8h diárias do sono de beleza. Se assim fosse, a vida seria bem mais fácil…

Quando nos dizem para aproveitar enquanto somos estudantes porque depois nunca mais vamos ter tanto tempo, teimámos em não ouvir as vozes da experiência e perdemos-nos no típico “não fazer nada de interessante”. Agora agradeço os sábios conselhos mas tenho é de organizar da melhor forma a rotina diária para continuar a fazer tudo o que antes conseguia fazer. Não está fácil mas keep going and don’t give up!

Apontamentos

Ora bem, vamos lá ver o que por aí anda de novo para a estação que se aproxima. Algumas tendências reinventam-se, outras mantêm-se e há ainda as que aparecem para dar um ar de graça à Primavera e Verão 2013. Eu já fiz o trabalho de casa mas continuo a pesquisar. Para já ficam umas pequenas notas que tirei nos intervalos do dia-a-dia agitado preenchido pelo frio e dias de chuva sem fim.

1

  • Continuidade

O néon, o padrão étnico (com muito destaque) e a cor menta começaram no ano passado mas têm uma maior visibilidade agora; os botins estão mais do que na moda faça chuva ou faça sol; t-shirts ou camisolas com mensagens e frases tão profundas que só apetece perguntar “por acaso sabes o que trazes aí escrito?”. Acho que já deu para perceber que não sou muito fã desta tendência e poucas são as peças com frases que me convencem. Para ser sincera acho que ainda não encontrei nenhuma; peças masculinas com cortes minimalistas que, na minha opinião, conferem sofisticação e charme.

Photographer Nam 4 5

6

8

7

  • Novidade

Riscas horizontais ou verticais sobretudo na combinação preto e branco; peças com um corte desportivo que, quando combinadas com peças mais formais, ficam “top” – le sportif chic; branco com cinzento; o padrão tigresse que, na minha opinião já atingiu o seu auge, continua a ser uma presença habitual nas várias estações. No entanto, a novidade este ano é que quem anda aí é o próprio tigre, it self; no seguimento das camisolas e t-shirts com mensagens surge uma tendência que identifico como cheerleaders, ou seja peças que me fazem lembrar os tempos de escola no 5º e 6º anos. Velhos tempos, em que nos intervalos as meninas corriam para os campos de futebol da escola para ver os rapazes mais velhos a jogar, que não faziam ideia de quem suspirava por eles às escondidas; e, por fim, um risquinho de pele da barriguita – crop tops. Esta não é para todas, só para quem pode e para as corajosas.

10

24

11

15

21

20

23

22

30 31

16

35

Nos sapatos o que está a dar são os saltos grossos, com formas irregulares (o tacão do momento tem uma forma que foi baptizada por mim como sendo o tacão à nariz de bruxa) e plataformas. Como base de inspiração para os principais criadores de sapatos, está o “gueta” – tamanco tradicional japonês. No ano passado já vi alguns modelos com este apontamento (aliás eu tenho umas sandálias assim) mas este ano está em destaque. A principal característica deste modelo é a impossibilidade de dobrar o pé. Eu sei que parece estranho mas são confortáveis e alguns modelos bem interessantes.

41

43
44

40

Ainda no que toca aos nossos lindos pezinhos  a moda continua a ser o oito ou oitenta: ou é baixinho, baixinho a sentir o chão ou é tudo lá em cima com um super tacão que muitas vezes pode não ser elegante.

42

As malas são o mais pequeno possível, tipo cluches onde só é possível guardar um baton e um lenço de papel, ou então em formato envelope. Já os colares, seguindo a tendência das estações anteriores, quanto maiores melhor.

14

  • Principais tendências

Todas. Agora não há nada que esteja fora de moda. Viva a criatividade e sê tu própria, pode bem ser o mote para a nova estação. Desde os clássicos dos anos 60 e 70, até aos hippies e moda desportiva. O interessante é combinar várias tendências num só look mas sem exagerar porque o minimalismo é o ponto forte para estar bonita e super na moda. Não concordam?!

Moda & Futilidade

Encontro-me numa fase de reflexão sobre assuntos profundos da sociedade. Não, não vou escrever sobre a crise. Essa todos nós sabemos bem que existe e sou apologista que devemos fugir ou arranjar escapes para esquecermos um pouco o que vai à nossa volta. Uma terapia para nos ajudar a encarar tudo o que está para vir.

1

Bem, já que estamos num blog sobre moda, vou escrever sobre isso mesmo – moda – mas com um apontamento de futilidade. Em geral, uma mulher bonita e que se veste bem é, na maioria das vezes, considerada como sendo fútil e, infelizmente, com um défice cognitivo. Essa é a verdade pura e crua. A mania de julgar pela aparência sem antes tentar perceber o “conteúdo”.

Ora bem, eu que perco minutos do meu tempo a esticar o cabelo, arranjar as unhas, a fazer depilação e tudo o que permita que no final me sinta bem comigo própria, serei pouco inteligente? Será que tenho dificuldades a pensar por mim própria e será que não consigo manter uma conversa interessante por mais de 5 minutos? Huuum, modéstia à parte, não me parece!

Vejamos o exemplo das professoras universitárias que, na sua maioria, não são dotadas de uma aparência visual muito interessante. Peço, desde já, desculpa a todas as académicas mas estou a usar um exemplo prático para facilitar a compreensão do meu ponto de vista. Estas profissionais têm, sem dúvida, um elevado raciocínio lógico e intelectual. Talvez a inteligência seja o suficiente ou, talvez por falta de tempo, não consigam arranjar uns minutinhos para cuidarem de si próprias. Esta conclusão resulta de um extenso trabalho de observação durante cinco anos de frequência universitária, numa amostra alargada e diversificada tanto ao nível de área de estudo como de países. Mas, como qualquer estudo, pode a qualquer momento ser sujeito a críticas e opiniões contrárias.

Voltando ao tema em análise, penso que todos podemos ser bonitos (e aqui refiro-me não só às mulheres mas também aos homens) e que a principal razão de cuidarmos de nós, somos nós próprios. Eu cuido-me para mim, para olhar ao espelho e gostar do que vejo e estar pronta para enfrentar qualquer desafio e obstáculo. Se gostar de mim tudo será mais fácil.

Gosto de visitar com elevada regularidade lojas e sites de moda. Vibro com a chegada dos saldos e gosto de estar a par das tendências, e sabem que mais? Não me sinto pouco inteligente por isso. Gosto, faz-me bem e pronto. Quem se queixa de que não é muito bonita ou bonito faça o favor de levantar esse rabiosque e trabalhar a criatividade. Ninguém é perfeito e é impossível gostarmos de tudo em nós. O importante é percebermos onde podemos melhorar. Se não nos sentimos bem de quem é a culpa? É nossa! Boa sorte.